Evandro Caldeira e André Santos

A agenda de outubro da Gravura Galeria de Arte começa no dia 14, com as exposições individuais dos artistas Evandro Caldeira e André Santos. A visitação acontecerá até o dia 7 de novembro nas salas Negra e Branca, respectivamente. A abertura dos eventos será transmitida através de live no perfil da @gravuragaleria no Instagram.

“Entre fios e entrelinhas: um olhar sobre Clarice”
A produção dos trabalhos que integram a exposição iniciou-se em março deste ano, juntamente com o começo da quarentena, período no qual se recomendava que as pessoas fossem produtivas, que utilizassem o tempo, em casa, para fazer algo prazeroso, criar novos hobbies ou retomar projetos adiados.

Assim, a partir da releitura do livro “Água viva”, de Clarice Lispector, Evandro Caldeira decidiu retomar uma produção artística que estava sendo protelada há tempos, desde o início dos anos 2000, quando realizou a sua última exposição.

“Cabe ressaltar, então, que, à época, eu já utilizava fragmentos de textos e imagens de escritoras na composição de meus trabalhos. Por isso, digo que foi uma “retomada” de uma produção que ficou parada devido a demandas profissionais”, explica o artista.

Essa série que será apresentada agora objetiva homenagear o centenário do nascimento de Clarice Lispector, a ser comemorado em dezembro deste ano. Assim, unindo colagens analógicas, ou manuais, às costuras e bordados, também manuais.

“A Opulência do Tempo”
Obras inéditas de André Santos, em técnica mista, com uso de novos elementos na construção pictórica do artista: óxido de ferro, soldas e chapas metálicas, fios de estanho cobre e alumínio, fragmentos de pedras semipreciosas e vernizes. A nova série traz reflexões sobre a soberania do tempo e as transformações de diversos elementos que configuram sua magnificência.

“Minha pesquisa de materiais, foi se diversificando para muito além daqueles que eu costumeiramente utilizava. Percebo que fui, aos poucos e aparentemente ao acaso, me deparando com o universo dos metais. Os metais contam a história do tempo, quase que literalmente: a idade do ferro, do bronze”, conta o artista. Além disso, metais estão relacionados à sua história e ao seu tempo. Filho de joalheiro, cresceu vendo como a opulência do ouro e das pedras marcam datas e simbolizam a eternidade. Hoje, André Santos pensa que opulento é o tempo, que se impõe a tudo e a todos.

Para esta exposição individual na Gravura Galeria de Arte, será lançado um vídeo sobre a nova série pictórica, produzido pela 18 Filmes, com cenas captadas no estúdio do artista e inteiramente editado nos Estados Unidos. A Genuinaobra assina a produção executiva da exposição e o texto de apresentação da mostra, sob tutela de Viviane Possa, que orienta o artista André Santos no seu desenvolvimento poético visual.

Sobre Evandro Weigert Caldeira:

Evandro Weigert Caldeira nasceu em Santa Maria em 1973. Foi aluno dos ateliês de desenho e de pintura do Instituto Municipal de Artes Eduardo Trevisan (hoje Escola Municipal de Artes), em 1990, quando participou de suas primeiras exposições. Licenciado em Letras, possui mestrado e doutorado em Teoria da Literatura (PUCRS). É bacharel em Desenho e Plástica (atual Artes Visuais) pela UFSM. Participou de algumas exposições individuais e coletivas durante a década de 90 e início dos anos 2000. Atualmente é professor das redes municipais de ensino de Santa Maria e de Itaara (RS) e atende como Psicopedagogo em consultório particular.
Neste ano, retomou a carreira artística, participando da Exposição ConfinArt da Gravura Galeria de Arte.

Sobre André Santos:

Nasceu em 1967 em Porto Alegre onde iniciou seus estudos em Arte no Atelier Livre da Prefeitura em 1984 e, posteriormente, se graduou em Artes Visuais pela Ulbra. Neste percurso, frequentou diversos cursos em técnicas variadas e recebeu orientação dos artistas Plínio Bernhardt, Alice Brüeggmann, Ana Isabel Lovatto, Gisela Waetge, Marilice Corona, Carlos Wladimirsky entre outros. Teve como mentores, desde a infância, seus tios Vera Wildner e Guido Mondin. Administrou a Arteloja do Museu de Arte do Rio Grande do Sul e foi proprietário da Abstrarte-Arte Aplicada e do Atelier e Galeria Vertente. Atualmente é professor de Artes e Filosofia no Colégio João Paulo I – Sul e dirige o Atelier Aberto – arte compartilhada. Dedica-se a pintura desde 1990 tendo participado de diversas exposições coletivas na Gravura Galeria em Porto Alegre e Atlântida, no Radisson Hotel Porto Alegre, na Fundação Iberê Camargo e na Art Design Gallery em Miami.

SERVIÇO: Exposições de Outubro Gravura Galeria de Arte
Endereço: Rua Coronel Corte Real, 647 – Petrópolis, Porto Alegre

“Entre fios e entrelinhas: um olhar sobre Clarice”
Artista: Evandro Caldeira 
Local: Sala Negra da Gravura Galeria de Arte
Visitação: de 14 de outubro a 7 de novembro de 2020

“A Opulência do Tempo”
Artista: André Santos
Local: Sala Branca da Gravura Galeria de Arte
Visitação: de 14 de outubro a 7 de novembro de 2020