AQUELAS QUE OLHAM

Exposição “Aquelas que Olham”

            No dia 10 de outubro, quinta-feira, a Gravura Galeria de Arte recebe sua nova exposição individual: “Aquelas que Olham”, da artista plástica Flávia Albuquerque. As obras apresentam figuras femininas que observam o ambiente com olhos misteriosos, inquietos; que parecem perpassar as limitações do sentido penetrando em cada um. A exposição fica na Gravura até o dia 01 de novembro.

            Os trabalhos foram criados a partir de pintura com tinta acrílica, somada a técnicas mistas que a artista desenvolveu durante sua trajetória. Alguns detalhes da composição foram desenhados, costurados em outra tela, da qual foram recortados e colados sobre a tela de suporte principal – algumas contam ainda com a utilização de tecidos no acabamento das obras. Essa mistura de diferentes técnicas acaba por diferenciar o trabalho da artista, que mistura formas, suporte e inspirações pensados para a proposta das composições.

            Em “Aquelas que Olham”, Flávia trabalhou as obras para trazer o mistério e indagação nos olhos rápidos das figuras, que apreendem diferentes detalhes, observam inquietos, duvidosos, atentos a tudo e a todos, sem que, entretanto, permitam que os desvendem; felizes ou tristes, indiferentes ou críticos são percepções que se busca fazer para tentar definir o que os olhos das figuras exprimem.

Os trabalhos ficam na Gravura Galeria de Arte de 10 de outubro a 01 de novembro, com horário de visitação de segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e sábado das 9h30 às 13h30. Entrada franca.

Flávia Albuquerque

          Nascida em Porto Alegre, é graduada em pintura e foi aluna de conhecidos nomes do mundo das artes, como Ado Malagoli, Regina Silveira, Alice Soares e Cristina Balbão. Flávia se especializou em História da Cultura Brasileira, o que a levou a lecionar a disciplina de História da Arte na PUC/RS, além de ter ministrado diversos cursos livres de História das Artes no MARGS. A fim de explorar novos formatos em suas obras, frequentou cursos de xilogravura com Danúbio Gonçalves, de arte conceitual com Julio Plaza, de escultura em cimento com Sônia Ebling, de pintura com Fernando Baril e Luiz Paulo Baravelli e de escultura com Gustavo Nackle.

SERVIÇO

Abertura da exposição “Aquelas que Olham”, de Flávia Albuquerque

Data: 10 de outubro de 2019

Horário: 18h30

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: de 10 de outubro até 01 de novembro de 2019.

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e sábado das 9h30 às 13h30

Entrada franca.

OLHARES DIVERSOS

Abertura da Exposição Coletiva Olhares Diversos


         No dia 05 de setembro, quinta-feira, a Gravura Galeria de Arte abre sua nova exposição para o público. O evento traz, pela primeira vez, uma mostra coletiva com a participação de diferentes artistas da área da fotografia. Ocupando a Sala Branca da galeria, a “Olhares Diversos” irá apresentar as perspectivas de cada um dos fotógrafos, destacando seus diferentes estilos, técnicas e sua marca, sem nenhuma temática pré-determinada. A exposição fica aberta para visitação do público até o dia 05 de outubro, com entrada franca.

         Cada artista apresentará pelo menos duas obras. Participarão desta exposição oito fotógrafos. São eles: Andréa Graiz, Caco Zanchi, Christiano Cardoso, Cylene Dallegrave, Flávia Dalla Santa, Iara Tonidandel, Laércio de Menezes e Lisa Roos.

         Andréa Graiz é fotojornalista e para a Olhares Diversos separou duas fotos  feitas enquanto morava no Canadá. As obras trazem cenários naturais e atentam para pequenos detalhes que muitas vezes passam despercebidos diante dos olhares comuns.

         O fotógrafo e artista plástico Caco Zanchi trará ao público duas fotografias em preto e branco, tiradas na Bélgica e na Grécia. As duas imagens também serão expostas em uma mostra em Seul, na Coreia do Sul. Caco morou mais de 20 anos na Europa, onde foi curador do Espaço Cultural Banco do Brasil em Bruxelas, divulgando a arte brasileira.

         Christiano Cardoso já realizou ensaios fotográficos de moda, beleza, cobertura de reportagens de turismo e de esportes. Para a exposição, Christiano selecionou imagens que buscam (re)apresentar a natureza através da sua beleza, com perspectivas incomuns que compõem uma produção poética.

         Apresentando sua coleção de arte impressa, Cylene Dallegrave apresentará duas imagens, uma de Porto Alegre e outra da Serra Gaúcha. Com mais de 20 anos dedicados à gravura, pintura, desenho e fotografia, as fotos fazem parte de sua série trabalhada digitalmente em dimensões variadas, chamadas de infogravuras.

          A arquiteta e urbanista Flávia Dalla Santa encontra na fotografia da vida marinha seu principal foco artístico. Flávia, que é membro do conselho diretor da Associação Brasileira de Imagens Subaquáticas, irá apresentar ao público suas composições fotográficas, apresentando a exuberância da vida nos oceanos, como um alerta para o seu resgate.

         Iara Tonidandel, fotógrafa, viaja registrando a vida selvagem, paisagens e pessoas de diferentes culturas ao redor do mundo. Em Olhares Diversos, Iara expõe suas fotografias de mulheres em tribos primitivas da Tansânia, Namíbia e Colômbia.

         O fotógrafo Laércio de Menezes traz ao público algumas peças de sua série “Humanoides”, na qual apresenta a imaginação e a arte juntas em fotos tiradas de diferentes perspectivas de outras obras, objetos e lugares. Nas fotografias, Laércio estudou as diferentes nuances e composições, com imagens que não são de humanos mas que lembram figuras místicas semelhantes.

         A fotógrafa Lisa Roos, especializada no mercado de ensaios fotográficos, eventos e cursos para entusiastas, separou duas fotos para a Olhares Diversos. As imagens selecionadas que fazem parte da coleção “Notre Dame de Paris” apresentam detalhes atípicos, ângulos diversos e cores especiais que fazem da Catedral de Notre Dame única e espetacular.

         A visitação à Feira de Arte foi prorrogada e permanecerá na galeria até o dia 05 de outubro na Sala Negra.

SERVIÇO

Abertura Exposição Coletiva Olhares Diversos

Data: 5 de setembro (quinta-feira)

Horário: 18h30

Visitação: 05 de setembro a 05 de outubro

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30 e aos sábados das 9h30 às 13h30

Local: Gravura Galeria de Arte – Corte Real, 647

MINIARTE e FEIRA DE ARTE

Gravura Galeria de Arte recebe 37° edição da Miniarte Internacional e Feira de Arte

         Na quarta-feira, 07 de agosto, às 18h30, a Gravura Galeria de Arte recebe a exposição Miniarte, em sua 37° edição na capital gaúcha. Com a temática “Enigma” e Coordenação Geral Internacional de Clara Pechansky, fundadora e coordenadora do projeto, a Miniarte Internacional possibilita que artistas de diferentes países e com variadas trajetórias exponham lado a lado, onde todos eles apresentam suas obras originais em tela ou papel, criadas especialmente para a mostra. A exposição fica aberta para visitação do público até 31 de agosto na Sala Branca da galeria, com entrada franca.

         A artista homenageada desta edição é a consagrada pintora Esther Bianco, cuja carreira já envolve várias décadas de arte. Esther comparece com duas obras, especialmente criadas sobre o tema Enigma. Um catálogo bilíngue da mostra será distribuído na inauguração. O projeto Miniarte Internacional é representante para o Brasil das entidades Arte Sin Fronteras, Arte México Internacional, MAI Colombia e OMAI México. Estas parcerias permitem um intercâmbio contínuo entre estes países, tendo o tema Enigma sido desenvolvido por 115 artistas do Brasil, Argentina, Colômbia, Espanha, Estados Unidos e México, o que resulta em uma bela diversidade de criações originais.

         Além disso, até o dia 31, a Gravura Galeria de Arte promove a “Feira de Arte – Acervo Gravura”, na qual diversas obras de artistas parceiros da galeria e consagrados no universo artístico estarão a venda com 50% a 70% de desconto. Dentre os artistas participantes estão Alice Brueggemann, Alice Soares, Britto Velho, Clara Pechansky, Claudio Souza Pinto, Did Dontzoff, Eduardo Vieira da Cunha, Enio Lippmann, Gustavo Nakle, Gutierrez, Paulina Eizirik, Porcella, Rodrigo Núnez, Vasco Prado, Xico Stockinger, Zoravia Bettiol e muitos outros.

SERVIÇO

Miniarte Internacional Enigma e Feira de Arte

Abertura: 07 de agosto de 2019

Horário: 18h30

Visitação: 07 a 31 de agosto de 2019

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30 e aos sábados das 9h30 às 13h30

Local: Gravura Galeria de Arte – Corte Real, 647

IN PROCESS

Nova edição da exposição coletiva In Process da Gravura Galeria de Arte

         No dia 10 de julho, quarta-feira, às 18h30, a Gravura Galeria de Arte realiza o coquetel de abertura da nova edição da inovadora exposição coletiva In Process. As obras são apresentadas de forma não usual, sendo uma mostra “ao contrário”, onde o público tem a possibilidade de acompanhar todo o processo de criação das peças. Na inauguração, os artistas participantes iniciarão a produção das suas telas pintando-as diante do público, as quais serão apresentadas definitivamente ao final da exposição, 24 dias depois. A noite também será de comemoração: a Gravura Galeria de Arte completa 23 anos de existência na capital gaúcha, que desde o seu início tem como objetivo incentivar o apreço pela arte.

         Nos dias seguintes, cada artista, em diferentes horários, dará continuidade à sua produção na galeria com transmissão ao vivo pelas redes sociais, para que, desta forma, o público firme uma conexão maior com o artista e suas obras. No encerramento do processo, todos os artistas irão apresentar as suas obras concluídas. Acontece então uma “finissagem”, não uma vernissagem, na manhã do dia 03 de agosto.

         A In Process trata do ato da execução, do processo criativo, das dúvidas e das certezas na execução das obras, possibilitando que o público assista a arte tomando forma no exato momento de sua criação. 18 artistas participam desta edição da exposição coletiva. São eles: Ana Alcover, Biba Mattos, Britto Velho, Corali Cardoso, Guacira Louro, João Carlos Bento, Kika Herrmann, Maria Luiza Cangeri, Mirian Garcia, Ondina Pozoco, Rodrigo Corrêa, Simone Rosa, Stella Copstein Courtes, Susane Kochhann, Suzane Wonghon, Valeska Lajus, Velcy Soutier e Victor Hugo Porto.

SERVIÇO

Coquetel de abertura

Data: 10 de julho de 2019

Horário: 18h30

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: De segundas as sextas, das 9h30 às 18h30, e aos sábados das 9h30 às 13h30.

Entrada Franca.

Finissagem

Data: 03 de agosto de 2019

Horário: 10h

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Dilmer Bettiol – Influências / Homenagem a Paulina Eizirik / Pátio

Artes plásticas em três versões na Gravura Galeria de Arte em junho

         A Gravura Galeria de Arte recebe, na terça-feira, 11 de junho, três novas exposições em seus ambientes. Com abertura marcada para as 18h30, quadros da artista Dilmer Bettiol ocuparão as paredes da Sala Negra, enquanto na Sala Branca, a mostra beneficente de telas em homenagem à artista plástica Paulina Laks Eizirik estará a disposição do público.

         Na mesma noite, ocorre a inauguração do Pátio Gravura, um espaço criado especificamente para expor obras de arte para áreas externas, onde ficará exposto o painel do artista visual Vinicius Vieira com uma exposição coletiva de esculturas de Adriana Giora, Arminda Lopes, Che Kalika, Magna Sperb, Mario Palermo, Pedro Girardello, Ricardo Aguiar e Tina Felice.

         Em “Influências”, Dilmer Bettiol apresenta suas pinturas e desenhos, que trazem, em uma mistura de cores que se complementam, a complexidade das emoções. Natural de Porto Alegre e dedicando-se às artes plásticas desde 1979, Dilmer busca como identidade artística a mutabilidade e a sensibilidade, e é através das cores que a artista cria seu universo de expressão. A exposição da Gravura Galeria conta com 20 obras.

         A mostra em homenagem à Paulina Laks Eizirik conta com diversas obras da carreira da artista, falecida em 2013. Para a inauguração no dia 11,das 19h às 20h30, Clara Pechansky e Claudio Laks Eizirik, filho de Paulina, estarão presentes promovendo um bate-papo sobre a trajetória da artista plástica. As inscrições para o bate-papo podem ser feitas através do e-mail  gravura@gravuragaleria.com.br ou pelo telefone (51) 33331946 até o dia 07 de junho. Além disso, os quadros da exposição estarão com desconto de 50%, e parte da renda arrecadada com as vendas será doada para o Lar da Criança Anne Frank, através da Organização Feminina WIZO.

         As três exposições ficam abertas para visitação do público até 06 de julho, de segundas às sextas das 9h30 às 18h30, e aos sábados, das 9h30 às 13h30. Entrada franca.

SERVIÇO

Abertura da exposição “Influências”, de Dilmer Bettiol

Abertura de exposição beneficente em homenagem à Paulina Laks Eizirik

Inauguração do Pátio Gravura, com painel de Vinicius Vieira e exposição coletiva de esculturas

Data: 11 de junho de 2019

Horário: 18h30

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: de 11 de junho a 06 de julho de 2019

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e sábado das 9h30 às 13h30

Entrada franca. 

Clara Pechansky – O Traço Afetuoso

O TRAÇO AFETUOSO”. LIANA TIMM quem edita e assina o texto do livro, no qual aborda a relação de Clara com a gravura e o desenho. (na Sala Negra)

O escritor e jornalista FLÁVIO TAVARES, amigo da artista desde os tempos de política universitária, comparece com um texto em que comenta sua obra recente em pintura, (na Sala Branca) salientando a série “Seis motivos para ter medo”.

A artista vai apresentar 15 gravuras em metal, 10 desenhos e 10 pinturas, ocupando as duas salas da galeria. A mostra abre às 18h30 de quarta-feira, dia 8 de maio de 2019, e vai até 8 de junho, com visitação de segunda a sábado.

Josephina Kern – TRANSformações

Josephina Kern – TRANSformações

Em tempos de censura e puritanismo, Josephina Kern encanta-se com Egon Schiele, pintor controverso de vida questionável sobre os padrões morais de sua época (1890-1818). Josephina não se importa com isso, o que a fascina, é o talento, o traço de Egon Schiele. Encantada com suas obras, a artista mostra imensa sensibilidade ao transformar os homens de Schiele em mulheres nas suas pinturas. Josephina está afinada às discussões sobre gêneros, é uma mulher contemporânea, atualizada sobre os mais diversos assuntos e não se ruboriza com qualquer questão. Falando com clareza e tranquilidade, coloca sua opinião firme e suave. Aos 88 anos, por mera inspiração ou com sentido de questionar, Josephina elabora uma exposição que talvez alguns poderiam chocar-se, mas quem vai ter coragem de censurar esta senhora de olhar doce e luminoso?

Rodrigo Corrêa

 

Abertura: 10 de abril de 2019, às 18h30

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: Até 4 de maio de segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e sábado das 9h30 às 13h30.

 

Maria Inês Rodrigues – Parte de Mim

A Galeria Gravura apresenta dia 10 de abril a pré-estreia do documentário “Parte de Mim”, curta-metragem sobre a trajetória da artista visual Maria Inês Rodrigues, em conjunto com a abertura de uma retrospectiva pessoal de sua obra.

 

Parte de Mim – Documentário

O documentário curta-metragem Parte de Mim é um retrato intimista sobre a personalidade da artista visual Maria Inês Rodrigues e sua trajetória. Por meio de uma costura sutil entre o registro de confissões e realizações estéticas, o filme convida o espectador ao ateliê da artista para uma conversa íntima e espontânea, que o leva a sentir-se cúmplice de seu processo criativo. Como quem revela confidências, Maria Inês discorre sobre sua visão de arte e de mundo, sua trajetória, suas paixões e anseios e suas concepções de gravura, desenho e pintura, em meio ao exercício concreto destas atividades.

A narrativa circula por dualidades dinâmicas: razão e emoção, introspecção e expressão, conteúdo e continente. Não por acaso a citação do poema Traduzir-se, de Ferreira Gullar, na voz da própria artista, traduz a síntese de suas indagações. A fotografia do documentário, por sua vez, procura perseguir a voz narrativa autobiográfica: a câmera acompanha a artista e orbita à sua volta, gerando a sensação de intimidade confidente, e por meio de fusões e transições sua montagem aproxima a imagem do discurso, e vice-versa. A opção do diretor pela luz natural e pela câmera na mão, preservando o cenário real do cotidiano da protagonista, incrementa a sensação de proximidade e veracidade do curta, pensado para a linguagem contemporânea das redes virtuais. A artista, por sua vez, também assina a co-autoria de roteiro e produção, consolidando a concepção colaborativa do filme, que busca lançar luz sobre o processo de criação através da ótica do artista em sua permanente necessidade de expressão. Direção de Claudio Santana.

 

Parte de Mim – Retrospectiva

A exposição retrospectiva de Maria Inês Rodrigues traz ao público um recorte particular e afetivo da obra da artista, como um pequeno panorama de suas gravuras e pinturas. Para a artista, o processo criativo parte do inconsciente e flui para o simbolismo das imagens: “Fui e sou apaixonada por tudo que desvenda a alma humana. É natural que, sendo artista plástica, esse conteúdo surja em minha obra. Encontro na poesia o enigma do inconsciente representado na minha expressão plástica gráfica.”

A figura humana é de fato o principal foco do trabalho de Maria Inês, porém reinterpretada em diversas versões de estranhos seres que remetem ao realismo fantástico, convivas de algum circo imemorial, vagos anjos, mulheres de formas voluptuosas e enigmáticas, sempre interessantes e imprevistos. Como disse Erico Veríssimo, figuras de um curioso mundo que ora nos parece ingênuo, ora diabólico, imagens, ídolos, amuletos, templos, pedras de uma civilização pré-colombiana ou pré-incaica por ela própria inventada.

“Na relação entre arte e tempo, parece não haver uma sincronia universal. Fluímos em redemoinhos sem uma noção exata de presente, passado e futuro. É nesse tempo que encontro meu espaço e recorto a retrospectiva apresentada na Galeria Gravura”, conclui a artista.

Curadoria de Claudio Santana.

 

O quê: Pré-estreia do documentário Parte de Mim, sobre a obra de Maria Inês Rodrigues e abertura da exposição retrospectiva da artista.

Quando: Quarta-feira, 10 de abril, a partir das 19h.

Onde: Galeria Gravura – Rua Coronel Corte Real, 647 – Porto Alegre

Desenhos de Alice Soares

Em homenagem ao mês das mulheres, a Gravura Galeria de Arte recebe nova exposição de Alice Soares em março

Na Sala Nova, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, serão apresentados os desenhos da renomada artista plástica gaúcha Alice Soares, falecida em 2005. Serão 13 desenhos retratando suas famosas meninas, alguns em preto e branco e outros coloridos, com tamanho aproximado de 50×70 centímetros. Alice Soares nasceu em 1917, na cidade de Uruguaiana. Em 1943 formou-se em pintura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde lecionou por mais de 30 anos e recebeu o título “Professor Emérito”. Desde 1947 expôs seus trabalhos em mostras individuais e coletivas por todo o estado, além de ter participado da I Bienal de São Paulo, e ter exposto também no Rio de Janeiro e Santa Catarina.

SERVIÇO

Abertura da exposição Desenhos de Alice Soares.

Data: 14 de março de 2019

Horário: 18h30

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: de 14 de março a 30 de março

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e sábado das 9h30 às 13h30.

 

Atelier Britto Velho e Graça Marques

Obras de Graça Marques e dos artistas do Atelier do Britto Velho ficam a mostra na Gravura Galeria em novembro

Duas novas exposições inauguram na Gravura Galeria de Arte na segunda-feira, dia 12 de novembro. Em “Reinventando Mapas”, Graça Marqués apresenta seus quadros em formato de mapas, nos quais utiliza técnicas de colagem e texturas para refletir sobre os diferentes caminhos e espaços que habitamos e que mudam com o tempo. Já na exposição coletiva do Atelier do Britto Velho, os artistas trazem suas pinturas trabalhadas em acrílico, em que cada uma cristaliza as vivências e a linguagem pessoal de cada um. As obras ficam abertas para visitação do público até o dia 01 de dezembro.

A pintora jaguarense Graça Marqués é licenciada e pós-graduada em Belas Artes pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Em 1985 foi morar na Espanha, onde entrou em contato com o ambiente artístico e cultural de Madri. A partir de 1985 Graça passou a trabalhar com diversas galerias de arte, onde já realizou diversas exposições individuais e coletivas. Na exposição “Reinventando Mapas”, a artista traz um novo olhar sobre a cartografia, utilizando colagens, texturas e imagens impressas para transformar os espaços nos mapas, fazendo com que superfícies planas se tornem territórios acidentados. Aqui, Graça reflete sobre os lugares que nos habitam da mesma forma que os ocupamos, e que, mesmo quando mostrados de formas diferentes do que já conhecemos, esses espaços se reconstroem dando novos sentidos e possibilidades para que outros sejam inventados.

Há 23 anos o Atelier do Britto Velho funciona como um espaço de troca de ideias e experiências entre artistas. O responsável pelo atelier, o artista Britto Velho, se dedica ao mundo das artes há 52 anos, e junto com sua turma no atelier realiza diversas exposições coletivas. Na Gravura Galeria de Arte, os nove artistas mostrarão os trabalhos realizados em 2017 e neste ano, todos feitos com acrílico. Cada pintor apresentará duas obras, as quais representam a linguagem pessoal de cada um, sendo a cristalização das vivências e dos sentimentos dos artistas. Participam dessa exposição Adriana Freitas Vitória, Alice Schmitt, Britto Velho, Eduardo Tondo, Guerra, Guta, Maria Isabel Berta Dorneles, Marsinho Susin e Sandra Kravetz.

 

SERVIÇO

Abertura da exposição “Reinventando Mapas”, de Graça Marqués, e da exposição coletiva do Atelier do Britto Velho.

Data: 12 de novembro de 2018, às 19h.

Local: Gravura Galeria de Arte (Rua Corte Real, 647)

Visitação: de 12 de novembro a 01 de dezembro de 2018

De segunda a sexta das 9h30 às 18h30, e aos sábados das 9h30 às 13h30.