Clara Pechanski

REVISÕES DO ENIGMA
Obras recentes
Abertura – quinta-feira, 10 de novembro de 2016, às 19h30
Visitação de 10 de novembro a 3 de dezembro de 2016
Gravura Galeria de Porto Alegre
Rua Corte Real, 647
As obras expostas estarão à venda, e parte da renda será destinada ao LAR DA CRIANÇA ANNE FRANK.
________________________________________________________
ATIVIDADES PARALELAS À EXPOSIÇÃO “REVISÕES DO ENIGMA” na Gravura Galeria:
Dia 26, sábado, às 11 horas – KombinaFest:
A obra e a infância de Clara Pechansky são retratadas no livro “Clara, Clarita, Ita”. Esse livro acompanha o minimuseu da Kombina que desde 2015 circula pelo Estado mostrando de forma interativa as imagens criadas pela artista.
Uma promoção especial do Projeto Kombina está programada por Clara Pechansky e Christina Dias para o sábado dia 26 de novembro, às 11 horas: as três Kombinas vão estacionar na Corte Real, 647, endereço da GRAVURA GALERIA DE PORTO ALEGRE com seus animadores, livros, brinquedos e curiosidades. A atividade se destina a crianças e adultos, e visa despertar o lado lúdico dos adultos, enquanto explora o brinquedo e a literatura com as crianças. Obras de Clara estarão no cenário da atividade, bem como o livro/jogo “Clara, Clarita, Ita”, escrito por Christina Dias.
Dia 29, terça-feira, às 19h30 – Projeções do documentário “Clarita”
Dirigido por Flávia Seligman, o filme será projetado no dia 29 de novembro, às 19h30min, na Gravura Galeria de Arte, com comentários da artista e de participantes do filme. Para o público haverá um sorteio de duas gravuras intituladas “Tempo”, imagem original especialmente criada pela artista para comemorar os 20 anos da galeria.
Sorteio de gravuras
“Tempo” , imagem original criada por Clara Pechansky, é uma serigrafia com tiragem de 60 exemplares, cada uma colorida à mão, de maneira a que nenhuma cópia seja igual à outra.
——————————————————————————————–
REVISANDO O ENIGMA
Encerrando as comemorações de seus 60 anos de trajetória, e após o sucesso de sua retrospectiva “REMEMÓRIAS” no Margs, Clara Pechansky realiza uma nova exposição, desta vez na Gravura Galeria de Arte de Porto Alegre.
Celebrando 20 anos de existência, a galeria vai acolher uma colorida mostra de obras recentes, denominada “REVISÕES DO ENIGMA”, com abertura quinta-feira, dia 10 de novembro, às 19h30.
A artista vai ocupar as duas salas da galeria com uma série de obras inéditas, onde revisita seus personagens, mas os apresenta em novas configurações, numa pintura que explode em cores. Percorrendo a exposição, o visitante vai poder constatar que a artista vai do rigor à ternura, em obras alegóricas e instigantes.
Clara Pechansky mostra nesta exposição uma sequência de trabalhos que têm como ponto de partida o General, um dos personagens/ícones da artista, e vai se desenvolvendo até chegar à Dama, com seu cortejo de músicos e mágicos.
AS MARCAS DO DESENHO
Clara Pechansky produziu desenhos, gravuras e pinturas durante os anos de 2015 e 2016. Ela faz questão de deixar visíveis as linhas originais do desenho, de forma que o observador possa acompanhar o pensamento da artista, desde o esboço inicial até o colorido final. As várias camadas de tinta acrílica e pastel seco não cobrem o desenho original: ao contrário, permitem que ele transpareça. São desenhos/pinturas ou são pinturas/desenhos, saturados de amarelos e vermelhos, com ênfase em figuras enigmáticas, no sonho, na fantasia e na passagem do tempo.
A GRANDE AVENTURA DO OLHAR
As obras desta coleção têm os sugestivos nomes de “Enigma”, “Mistério”, “Segredo”, “Aventura”. É como se a artista convidasse o visitante a mergulhar no grande universo de cores e traços que compõe a sua obra.
Além de telas, Clara apresenta desenhos e colagens criados a partir de 2015. Segundo as curadoras Paula Ramos e Joana Bosak, “as colagens recentes recuperam o que habitou os olhos e as percepções da jovem Clarita, na Pelotas natal. Percorrendo os corredores das lojas de tecidos mantidas pelo pai e pelo avô, Clara observou, tocou e aproximou padronagens, cores e texturas. São elas, novamente, que esperam a aderência às memórias revoltas que a obra retorna e descarrega, absorvidas, depuradas e devolvidas, generosamente, através do desenho”.
_________________________________________________________

As obras expostas estarão á venda, e parte da renda será destinada ao LAR DA CRIANÇA ANNE FRANK.